Pampulha como Patrimônio da Humanidade

No domingo (17 de julho de 2016) o Conjunto Moderno da Pampulha em Belo Horizonte projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer entrou para a Lista do Patrimônio Cultural da Humanidade após passar pelo Comitê do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
Dentro dos Patrimônios da humanidade brasileiros , o conjunto entra para ser o 20o , sendo que Minas Gerais é o estado com mais bens inscritos.

Segundo a UNESCO “o conjunto da Pampulha tem importante significado para as gerações presentes e futuras da humanidade, pois representa um marco da história da arquitetura mundial e da história brasileira e das Américas.”

O conjuntos é composto por quarto edifícios, construídos entre 1942 e 1943, contento a Igreja de São Francisco de Assis, o Cassino que atualmente é o Museu da Pampulha, a Casa do Baile, e o Iate Clube, projetados originalmente por Oscar Niemeyer e pelo paisagista Burle Marx, além de contribuição de outros artistas como Cândido Portinari.

Por coincidência no mês de julho viajamos até BH, com o objetivo de ir a Inhotim, mas antes disso passamos 2 dias visitando a cidade, realmente o conjunto tem muito valor e não teria melhor destino do que este. Ele todo esta muito bem mantido, com visitantes frequentes, a visita foi muito valiosa.

Obra de Cândido Portinari dentro da Igreja da Pampulha.

Casa de Baile com paisagismo de Burle Marx

Iate Clube

Leave a comment