Top 3 – Toronto

Tenho muita vontade de conhecer o Canadá e em minhas pesquisas me deparei com Toronto: a maior cidade do Canadá e que está situada nas margens do Lago Ontário. A cidade possui um dos melhores padrões de vida da América do Norte, vista por muitos como uma das melhores metrópoles do mundo para se viver.

Além de ser o motor da economia canadense, a cidade possui uma arquitetura muito rica e variada. Para falar a verdade, foi difícil escolher apenas 3 edificações para falar sobre nesse post, por isso, no final dele vou citar mais alguns para quem se interessar pela pesquisa.

CN Tower

Não podemos começar sem falar da CN Tower, a marca registrada de Toronto. É uma das torres mais altas do mundo, e o ponto turístico mais famoso e mais visitado da cidade. Com seus 553,33 metros de altura, a CN Tower foi construída em 1973 para resolver constantes problemas de comunicações que aconteciam devido à construção de prédios e arranha-céus muito altos no centro da cidade.

Possui o equivalente a 147 andares e a subida pelo elevador acontece em poucos segundos, levando os visitantes a um deck de observação com uma super vista da cidade, além dos binóculos, do famoso Glass Floor, um piso de vidro que permite que você “caminhe sobre a cidade” e o EdgeWalk, uma plataforma aberta onde você passeia ao ar livre a 356m de altura. No andar acima do deck, existe o 360 Restaurant, que gira no eixo da torre enquanto as refeições são feitas.

Royal Ontario Museum

Para quem curte arquitetura, este museu é imperdível! O Museu começou a ser construído em Ontário, em 1912, abrindo dois anos mais tarde, em 1914. Devido ao crescimento da sua coleção precisou ser ampliado três vezes.

A terceira ampliação terminou em 2007 e contou com projeto do arquiteto Daniel Libeskind. Ele incorporou elementos contemporâneos e preservou a arquitetura original, um exemplo de que é possível modernizar e restaurar prédios históricos. A última intervenção acrescentou um grande espaço para exposição, uma nova entrada, além de novos restaurantes e galerias. Tudo isso, preservando as características do prédio principal.

Libeskind acrescentou cinco volumes de metal e vidros, que são inspirados em cristais que estão expostos na galeria de mineralogia do próprio ROM. No nível do solo, tudo é unificado em um espaço transparente, permitindo a entrada de luz natural.

Ele possui uma ampla coleção de itens sobre a cultura mundial e história natural. Lá dentro, você encontra esqueletos de dinossauros, amostras de minerais e meteoritos, arte africana, europeia e asiática, artigos sobre a história canadense, obras de design e artes finas (como pinturas, esculturas, fotografias, etc), roupas, entre outros.

Ontario College of Art & Design

O projeto da agencia Alsop Architects para o Ontario College of Art & Design (OCAD) em Toronto, executado com a colaboração de da agencia Robbie/ Young + Wright, recebeu o prémio de melhor edifício do Royal Institute of British Architects mesmo antes do início das suas atividades docentes.

A incrível estrutura de “mesa-elevada”, que toma a forma de um paralelepípedo, apresenta uma fachada branca com efeito pixelado preto, que se eleva a 26 metros do solo sobre as antigas instalações da escola, apoiando-se em 12 pilares de aço coloridos.

Leave a comment