Poltronas Brasileiras

FDC1, Flávio de Carvalho (1940)

Flávio de Carvalho foi considerado um dos percursores da arquitetura moderna. Em 1940, Flávio criou a poltrona FDC1 para a sua casa em Capuava. Feita de metal e couro a peça de estrutura circular, traços minimalistas, escultural e ares de máscara tribal, foi considerada na época de sua criação uma peça de extrema vanguarda, permanecendo assim até hoje e é comercializada pela Futon Company.

Cadeira Paulistano, Paulo Mendes da Rocha (1957)

A cadeira de Paulo Mendes da Rocha foi criada para fazer parte do mobiliário do Ginásio do Clube Athlético Paulistano, obra de sua autoria feita em conjunto com o arquiteto João De Gennaro. Inspirada nas redes indígenas, a cadeira Paulistano faz parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York e você pode encontrar também na Futon Company.

Poltrona Mole, Sergio Rodrigues (1957)

A poltrona Mole é uma das peças mais famosas do desng Sergio Rodrigues. Feita de madeira maciça, tiras de couro e almofadas generosas, foram o pedido do fotografo Otto Estupakoff, que queria um sofá, onde ele poderia se sentir como um sultão. Você pode adquirir uma na Dpot.

Poltrona Dinamarquesa, Jorge Zalszupin (1959)

Seus braços lembram as colunas do palácio da Alvorada, a poltrona Dinamarquesa, faz referência ao design escandinavo. Suas linhas curvas são esculpidas em jacarandá. A poltrona de Jorge Zalszupin pode ser encontrada na Etel.

Poltrona Vermelha, Irmãos Campana (1993)

A Poltrona Vermelha, é criada com cerca de 500 metros de corda e pode ser feita em diversas cores. Foi a primeira peça dos Campanas a ser fabricada de forma industrial. Comercializada desde 1998 pela Edra (Italia) e pela Firma Casa (Brasil), ela se destaca pelas formas orgânicas e o trabalho manual bastante valorizado pelos designers.

Leave a comment