Largo do Arouche

A Prefeitura de São Paulo deu início á primeira etapa de intervenções para a requalificação do Largo do Arouche, lugar movimentado na região do centro de São Paulo. O projeto prevê a pavimentação e nivelamento do passeio do Largo e uma nova instalação de mobiliário urbano, que inclui: bancos, paraciclos, bebedouros, balizadores e guarda-corpos.

O projeto foi desenvolvido pelo Triptyque e Estúdio Módulo, onde visa a criação de um grande boulevar de uso público destinado, preferencialmente para os pedestres, com acesso restrito aos automóveis e veículos de serviço. As intervenções valorização do desenho histórico da região e o projeto busca dar uma nova opção as pessoas que frequentam o Largo, um espaço requalificado, contemporâneo e que mantem a história do seu traçado original, informou a prefeitura.

Segundo o prefeito Bruno Covas, as obras da primeira etapa devem ser concluídas em quatro meses. “O custo total da obra, em todas as suas etapas, é de R$ 3,8 milhões e já foram arrecadados R$ 2,3 milhões. Iniciamos essa primeira etapa e, para a segunda, ficam faltando R$ 1,5 milhão que estamos buscando junto à iniciativa privada para poder formar o mercado de flores”, disse.

O Largo contara também com mais postes de iluminação e quiosques para sanitários, uma base fixa para policiamento, outra para a comunidade LGBT e uma terceira para os cuidadores da praça. As esculturas e bustos presentes na praça serão mantidos, bem como as áreas verdes, onde também serão criados novos espaços para cultivo e hortas comunitárias.

A ação é realizada por meio de uma parceria com a Associação Viva o Centro e conta com o apoio da Câmara de Comércio França-Brasil, Société Générali, Alstom, Saint Gobain, Renault, LVMH, Accor, BNPP – Paribas, Endered-Ticket, Leroy Merlin, AXA, Air Liquide, Veritas, Carrefour, GPA , Air Bus, Pinheiro Neto, Triptyque, Interbrand, Cabrera, Chenut Advogados, SNEF, Estúdio Módulo de Arquitetura, Egis, Engie, Instituto Cidade em Movimento, SETEC e Readymake.

Leave a comment